Grupo Hospitalar Conceição
17.11.2015 MS DA CONSCINCIA NEGRA

Seminrio celebra aes de combate discriminao racial

Ceppir realiza no Auditrio do ICD seminrio sobre sade, autoestima e cultura da populao negra
Na abertura, Ludmila, Belloc, superintendente Sandra, Renata.
Encenao da pea Encanto Zumbi: pblico aplaudiu de p ao final.
Mostra do artista plstico Paulo Montiel.

Dando continuidade ao Ms da Conscincia Negra, a Comisso Especial de Polticas de Promoo da Igualdade Racial do Grupo Hospitalar Conceio (Ceppir/GHC) realiza nesta tera-feira, 17 de novembro, o Seminrio Sade da Populao Negra em foco. Alm de palestras, o evento tambm conta com a exposio de algumas obras do artista plstico Paulo Montiel e apresentaes culturais dos grupos Odu Du e do Estado Maior da Restinga e Z Pilintra.

Durante a cerimnia de abertura, pela manh, a presidente da Ceppir/GHC, Ludmila Marques da Silva, destacou o incremento da programao alusiva ao Dia da Conscincia Negra no GHC. Ns conseguimos multiplicar as atividades aqui no Grupo, passando a realiz-las no Hospital Fmina, no Conceio, na UPA e nas unidades de sade, informou. Deixamos de comemorar somente uma semana para comemorar um ms, concluiu.

Representando a Fundao Cultural Palmares na Regio Sul, Renata Rodrigues Lopes discorreu sobre a promoo e a preservao da cultura afro-brasileira. A importncia de comemorarmos a Semana da Conscincia Negra est em representar a resistncia do povo brasileiro contra a discriminao racial, ressaltou. Renata tambm celebrou a significativa presena de mulheres negras que trabalham no GHC na passeata contra o genocdio da juventude negra, que ser realizada nesta quarta-feira, 18, em Braslia.

Para a diretora-superintendente do GHC, Sandra Fagundes, a importncia deste encontro consiste em direcionar aes afirmativas e inovadoras contra a discriminao racial. Ela lembrou que tomada de decises tornam possvel a adeso de medidas institucionais como o Programa de Aquisio de Alimentos (PAA) da agricultura familiar e de comunidades quilombolas. Pra mim, uma alegria e um certo privilgio poder estar aqui hoje, por toda essa trajetria de empoderamento e afirmao de direitos da populao negra na nossa instituio, afirmou a superintendente. O gerente de Unidades de Apoio do GHC, Mrcio Mariath Belloc, tambm participou da mesa de abertura do evento.

Zumbi em cena

Um trecho da pea Encanto Zumbi, realizada pelo grupo Ori-Oristia na parte da manh, encenou com percusso e avidez uma parte da histria de Zumbi dos Palmares, fazendo com que a plateia aplaudisse de p no seu encerramento.

Eu acho importante, neste perodo de novembro, ns ocuparmos espaos nos palcos, nas rdios e nas televises. Pois quando o pas para um pouco para escutar sobre a cultura negra, defende o ator Gil Collares a respeito do papel da arte na luta contra o racismo. As lutas polticas contra o racismo so muito importantes, pois o racismo sempre existiu no Brasil e infelizmente vai continuar existindo por muito tempo, por isso, mesmo ns como artistas temos a obrigao de passar esse outro lado, mostrar como nossa histria importante e quo bom cont-la, complementa o artista.

Palestras a respeito de temas ligados sade, autoestima e cultura da populao negra do seguimento programao do seminrio tarde, contando com a participao de integrantes da Ceppir, da Secretaria Municipal da Sade, da UFRGS e dos Coletivos Africamente e Negrao.

Creditos: Lorenzo Leuck