Grupo Hospitalar Conceição
07.02.2019 AVANÇO

Serviço de Higienização Hospitalar do HNSC reestrutura processos por meio da Metodologia Lean

A implementação da mudança de processos, aliada às melhorias de comunicação e ao comprometimento entre as equipes, demonstrou resultados positivos a partir de 2018
Parte da equipe de higienizadores do Hospital Conceição.
Painéis de comunicação proporcionaram a socialização de informações claras e objetivas à equipe.

O Serviço de Higienização do Hospital Conceição (HNSC) está passando por um processo gradual de reestruturação interna. O trabalho visa resgatar ações estratégicas de gestão, enfatizando a Metodologia Lean com a equipe de higienizadores, tanto na revisão dos Procedimentos Operacionais Padrão (POPs) quanto nas rotinas administrativas.

Os princípios da Metodologia Lean foram implementados a partir de 2017, sendo uma das ferramentas, a gestão visual. A elaboração dos murais e painéis de comunicação proporcionou a socialização de informações claras e objetivas à equipe, tornando o conhecimento horizontal. O entendimento da importância de cada processo e a autopercepção, como parte do contexto, permitiram a participação ativa dos colaboradores nas mudanças, evidenciando melhores resultados.

No cotidiano, as melhorias dos processos trouxeram maior comprometimento e participação, alcançando pontos como a redução do absenteísmo, do tempo de limpeza dos leitos, como também, o maior envolvimento do serviço de higienização, junto às gerências assistenciais do HNSC, no enfrentamento das causas de superlotação da Emergência.

Para otimizar o tempo de limpeza dos leitos, a equipe passou a monitorá-lo, considerando o período em horas entre a desocupação do leito (momento real de liberação) por um paciente, até a reocupação deste mesmo leito por outro paciente. Com a proposta de melhoria contínua, embasada no Método Lean, os processos trabalhados foram elaborados e avaliados junto com a equipe, visando à integração do serviço e a utilização dos recursos de maneira eficiente. "O estabelecimento e alcance de metas de redução de tempo se deu pela consciência da equipe. Hoje entendemos o processo e nos sentimos parte dele", destaca a higienizadora do HNSC Eliane Pinow.

Nesta perspectiva, o serviço passou fazer uso de rádios comunicadores para melhorar e facilitar a comunicação interna na equipe. Assim, facilitou, também, o monitoramento do giro do leito, com o controle das altas prescritas, evidenciando a importância da comunicação horizontal, proposta pelo Lean. Estas medidas permitiram o manejo da equipe e das ações a serem desenvolvidas, possibilitando uma maior agilidade ao processo de limpeza do leito.

"Hoje a responsabilidade é maior também por monitorar e orientar outras áreas quanto aos processos corretos", explica o higienizador Valtencir de Andrade, responsável pelo manuseio de resíduos químicos e que trabalha em conjunto com diferentes áreas como Segurança do Trabalho e Gestão Ambiental.

O monitoramento constante proporciona obtenção de melhores resultados, como a queda significativa dos tempos praticados pelo serviço e o reconhecimento com a participação no livro “Inovação e Tecnologia no Enfrentamento da Superlotação Hospitalar: a Experiência do Hospital Nossa Senhora da Conceição - Porto Alegre/RS”, com o capitulo “Redução do tempo de reocupação dos leitos: estratégias de melhoria”.