Grupo Hospitalar Conceição
14.07.2017 UTILIDADE PÚBLICA

Hospital Fêmina solicita que gestantes busquem outros hospitais

Motivo é a lotação da UTI Neonatal, que está 50% acima da capacidade

Devido à superlotação da Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal do Hospital Fêmina, a Maternidade do hospital está com restrição máxima para novas pacientes, atendendo somente casos com risco de morte. A direção informa às gestantes que procurem outras maternidades para a realização de partos. A medida, necessária para garantir a qualidade e a segurança da assistência, é temporária até o restabelecimento da normalidade no atendimento.

A Unidade Neonatal do Hospital Fêmina tem capacidade para 10 pacientes e se encontra com 15.