Grupo Hospitalar Conceição
Urgência e Emergência

As redes de urgência e emergência funcionam seguindo a lógica da regionalização e adotam uma linguagem única nos pontos de atenção. A rede é integrada por hospital, unidade básica de saúde, unidades de atenção intermediária, centro de enfermagem, atenção domiciliar, hospital/dia, ambulatório especializado, governança, sistema de logística e sistema de apoio operacional. A linguagem única da rede, representada por protocolos de classificação de risco e linhas-guia, é quem determina a estruturação e a comunicação dos pontos de atenção, apoio operacional e logística. As redes de urgência e emergência permitem que os hospitais se dediquem à sua verdadeira vocação, que é atender a casos realmente graves e encaminhar para a atenção primária situações que podem ser resolvidas nas Unidades Básicas de Saúde. Essa forma de organização diminui em até 50% a mortalidade por causas como infarto, acidente vascular cerebral e trauma maior.

O objetivo da Rede de Urgência e Emergência não é levar o paciente para o hospital mais próximo, mas sim:

Encaminhar corretamente o paciente

Ao ponto de atenção certo

Pronto para atenção mais eficaz

No menor tempo possível


O que reduz a mortalidade e sequelas dos pacientes e custos do serviço de saúde.

Todos os pacientes receberão o atendimento necessário; alguns casos que não representarem urgência poderão ser encaminhados para unidades básicas de saúde e haverá no Pronto Socorro um funcionário específico para fazer este encaminhamento. Caso o paciente opte pelo atendimento no Pronto Atendimento, ele receberá os cuidados de acordo com a cor em que se enquadrar.
SOS Emergências
O Programa SOS Emergências, do Ministério da Saúde, é uma ação estratégica para qualificar a gestão, ampliar o acesso aos usuários em situação de urgência e garantir atendimento ágil e humanizado. O Hospital Conceição é um dos doze hospitais brasileiros que integra o programa e assumiu o desafio de enfrentar a superlotação da Emergência. Veja algumas das medidas já adotadas:

Classificação de risco dos pacientes: uma equipe especializada é responsável pelo diagnóstico e pelo encaminhamento dos pacientes de acordo com a gravidade de cada caso. Também foi organizada a gestão de leitos, o fluxo de internação e a implantação de protocolos clínico-assistenciais e administrativos.

Novos profissionais: a Emergência passou a contar com fisioterapeuta, nutricionista, mais uma assistente social, médico neurologista e dois cirurgiões vasculares. Ainda é importante destacar que está sendo realizada novamente a trombólise (destruição de coágulos) no acidente vascular encefálico isquêmico agudo. O objetivo é reduzir as mortes ou graves sequelas que envolvem esses casos.

Leitos de retaguarda para o GHC: parceria entre o GHC, a prefeitura de Canoas e o Hospital Mãe de Deus, está disponibilizando 100 leitos de retaguarda no Hospital Universitário de Canoas (HU) para pacientes do Hospital Conceição, com o objetivo é reduzir a ocupação da Emergência.

Criação do Núcleo Interno de Regulação (NIR): grupo de profissionais que fazem a regulação dos leitos para pacientes agudos, definindo o leito de retaguarda mais adequado para cada caso, seja no Hospital Universitário de Canoas, seja nos hospitais do município de Porto Alegre ou no próprio Hospital Conceição.

Readequação de fluxo: pacientes internados nos leitos de retaguarda do Hospital Conceição são acompanhados por médicos das especialidades, proporcionando maior resolução dos casos.

Reforma na Emergência: atualmente estão sendo feitas obras para qualificar a área física do serviço e resolver problemas estruturais no local.

Inauguração da UPA Moacyr Scliar
A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Moacyr Scliar, localizada na Zona Norte de Porto Alegre, apresenta importante resultados na assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) da Capital e Região Metropolitana: ampliou o acesso da população aos serviços de saúde de maneira geral, em aproximadamente 10%, além de ter reduzido o tempo de espera e permanência, principalmente na Emergência do Hospital Conceição. Com atendimento durante as 24 horas, tanto nos dias de semana quanto aos domingos e feriados, nas áreas clínica, cirúrgica e pediátrica, a UPA dispõe de seis consultórios e 22 leitos de observação, 12 para adultos, quatro pediátricos, dois de isolamento e quatro para situações emergenciais. A unidade, inaugurada em 28 de setembro, foi planejada para atender casos considerados de menor gravidade e que não oferecem riscos imediatos à vida dos pacientes. Para isso, mantém uma equipe de 176 profissionais do GHC. Além de médicos, conta com odontólogos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e assistentes sociais. A capacidade de atendimento é de uma média de 450 pessoas por dia. A UPA Moacyr Scliar adotou a classificação de risco como forma de priorizar os casos mais graves, evitando o atendimento por ordem de chegada. A ordem de atendimento é realizada em função da gravidade da situação. A Unidade está localizada na Praça Ernest Ludwig Hermann, próxima ao Triângulo, na esquina da Avenida Assis Brasil com a Rua Jeronymo Zelmanovitz.

Hospital Cristo Redentor
Especializada em Traumatologia e Ortopedia, O . É conhecida como Pronto Socorro da Zona Norte de Porto Alegre e atende somente pelo SUS. Presta atendimento imediato de atenção a traumas, conforme classificação de risco, que preconizará o tempo de espera para cada atendimento. Atende vítimas de acidentes de trânsito, acidentes domésticos, quedas, queimaduras e agressões.

Hospital da Criança Conceição
O Serviço de Emergência atende a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), 24h por dia, ininterruptamente. Pacientes graves, encaminhados por outra Instituição de Saúde, SAMU, Corpo de Bombeiros, etc. são atendidos prioritariamente. Para os demais pacientes que procuram o HCC, utiliza-se o sistema de acolhimento com classificação de risco, com a prioridade de atendimento pela gravidade/necessidade.