Grupo Hospitalar Conceição

1. Cirurgia Segura

A Comissão de Gerenciamento de Risco do Hospital Conceição promoveu, como parte do Programa de Segurança do Paciente, a 1ª Jornada de Cirurgia Segura, em setembro. Dirigido aos profissionais que atuam nos Centros Cirúrgicos e nas Salas de Recuperação Anestésica do Grupo, o encontro teve como objetivo mobilizá-los para criar a cultura de cirurgia segura na instituição, divulgando conhecimentos e desenvolvendo ferramentas que possibilitem práticas assistenciais confiáveis. A discussão desse tema está de acordo com a campanha mundial que visa não só à segurança dos pacientes como também à dos profissionais de saúde.


2. Controle de Infecção

O GHC tem ampliado as medidas de controle de infecção hospitalar a partir de campanhas de educação e de conscientização dos trabalhadores e usuários da instituição, além de ações de higienização e limpeza das áreas restritas, visando combater os germes multirresistentes.
Ações desenvolvidas pelo Controle de Infecção e Gerenciamento de Risco
• Educação Permanente (desafio da higienização das mãos e palestras sobre infecção relacionadas à assistência).
• Revisão das rotinas e dos processos de trabalho.
• Campanha de higienização das mãos.
• Aquisição de desinfetante mais potente para as superfícies.


3. Resíduos hospitalares

O GHC investe na conscientização de trabalhadores e usuários para separação e destinação correta dos resíduos gerados em suas dependências. Em média, são retiradas seis toneladas de lixo hospitalar do maior complexo hospitalar do sul do país. O Grupo busca o controle total sobre a coleta e o destino dos resíduos. Para isso, o serviço foi terceirizado, a partir das exigências da Anvisa. O GHC já tem o título de melhor instituição no cuidado com o lixo
hospitalar, concedido pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU).

A divisão dos resíduos
• A - biológicos, infectantes;
• B - químicos, quimioterápicos emedicamentos inaproveitáveis;
• C - radioativos;
• D - orgânicos.

Todo o material que sai do Grupo é etiquetado antes de ser recolhido pela empresa, que tem o contrato com o local onde é depositado lixo, tendo um controle do início ao fim do recolhimento. O processo de retirada de resíduos segue as diretrizes emitidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


4. Segurança do paciente

A segurança do paciente é uma preocupação da área da saúde em nível mundial. A partir dessa realidade, o GHC estabeleceu como política institucional o Gerenciamento de Risco. Ações voltadas a tudo o que se relaciona com segurança – paciente, trabalhadorese meio ambiente – são de responsabilidade da coordenação, que deve nortear e facilitar as atividades desenvolvidas na assistência à saúde. Além de capacitar os profissionais da saúde para que identifiquem situações de risco, a coordenação também aponta soluções seguras para os problemas enfrentados no dia a dia, como controle de infecção, serviços de diagnóstico e check-list nas cirurgias.


5. Ações desenvolvidas pelo Controle de Infecção e Gerenciamento de Risco

• Educação Permanente (desafio da
higienização das mãos e palestras sobre
infecção relacionadas à assistência).
• Revisão das rotinas e dos processos de
trabalho.
• Campanha de higienização das mãos.
• Aquisição de desinfetante mais potente
para as superfícies.